Este é um blog pessoal, onde colocarei textos escritos por mim em momentos de alegria e de angustia e textos que chegam em minhas mãos através de e-mails de amigos e que de alguma forma tocam meu eu interior.

28 de fevereiro de 2013

Sentimentos

Somos como uma pequena caixa de fósforos. Cada palito um sentimento, uma experiência, uma novidade, uma alegria, uma tristeza.
Pode ser perigoso, pode iluminar, pode acender o fogo que nos prepara o alimento, ou o fogo que nos aquece.
Assim nossos sentimentos também podem ser ruins ou ser bons, agradáveis, confortantes, destruidores.
Quando a caixa está cheia, muitas vezes fica difícil de abrir e assim somos nós quando estamos com muitos sentimentos ao mesmo tempo e um turbilhão vai acontecendo dentro de nós que não conseguimos dominar, ou entender, e muito menos expressar com palavras.
Sentimos, nos alegramos ou angustiamos, e cada vez menos conseguimos sair deles, até que percebemos que temos que fazer alguma coisa com determinação.
Começamos a dar pequenos passos, a nos conhecer, a entender o que sentimos e porque e então de repente nossos passos andam para trás e é como se o caminho percorrido não existisse e ficamos parados, inertes incapazes de caminhar, mas como nosso conhecimento e entendimento mudou, olhamos o que tinha-mos conquistado com tanto esforço e lágrimas e começamos a dar pequenos passos novamente em busca de novas vitórias, de novos conhecimentos de nós mesmos e de nossos sentimentos, mas como o caminho já havia sido percorrido parece tão longo, tão sofrido, mas o importante é darmos os passos, não importa se grandes ou pequenos e recomeçar quantas vezes forem necessárias, sempre em busca da nossa felicidade.