Este é um blog pessoal, onde colocarei textos escritos por mim em momentos de alegria e de angustia e textos que chegam em minhas mãos através de e-mails de amigos e que de alguma forma tocam meu eu interior.

2 de abril de 2013

QUANDO O PASSADO BATE NA PORTA

Quando o passado bate na nossa porta, seja por uma foto, um telefonema, uma visita, uma música, uma lembrança; é um momento de alegria, tristeza, perdão, renovo.
Seja qual for o sentimento que vier primeiro, todos sempre acabam vindo juntos, muitas vezes acrescidos da saudade e da culpa por não ter feito, ou ao contrário pleo modo como agimos no momento.
É doido quando ele bate em nossa porta como caindo de paraquedas, mesmo quando ele trás algo que sempre desejamos muito, nunca tivemos e o acesso ao presente que chegou de paraquedas é limitado por inúmeros fatores que não dependem de nós, ou porque nossas prioridades são outras no momento, e o tempo vai passando indefinidamente até que bate na nossa porta novamente para dizer que o presente que ganhamos e nunca tocamos, vai sair de nossas vidas e muitos dos segredos e da nossa história envolvida, vão com ele para sempre.
mas também é tempo de renovação, porque mais uma etapa de nossas vidas foi encerrada e outra está começando um pouco mais leve, por um tempo (ás vezes longo demais) vai ser doido, mas com certeza que será outro momento do passado que baterá na nossa porta, porque este já foi amado, perdoado e transformou-se em paz, em harmonia interior.