Este é um blog pessoal, onde colocarei textos escritos por mim em momentos de alegria e de angustia e textos que chegam em minhas mãos através de e-mails de amigos e que de alguma forma tocam meu eu interior.

24 de julho de 2013

SER UMA PESSOA

Nunca fui uma pessoa.
O que é ser uma pessoa?
Ser uma pessoa é ter sentimentos e vive- los, não somente adapta-los à convivência com os outros. É amar, ter ódio, tristeza, alegria, raiva, medo, insegurança, esperança, sonhos, desejos, lutar, desanimar, vencer, fracassar, ilusão, desilusão, poder, não ser nada, mudar, voltar, ir; tudo isso e muito mais, nossos pensamentos não param um segundo e nosso coração ou como quisermos chamar não para nunca de sentir.
Com tantos sentimentos, convivências e normas como ser uma pessoa, como viver sem ser moldada?
Nascemos em uma família, bairro, cidade, país e vamos sendo ensinados aos hábitos e costumes do local.
Sair dessas normas é ser rebelde ou não estar bem da cabeça dependendo da idade.
Não importa a idade que tenhamos se cinco ou 90, o que importa é fazermos parte do contexto que nos é apresentado e como cada um acha certo. 
Ao externarmos nossos sentimentos, opiniões ou tomamos atitudes que não são o que esperavam de nós; somos egoístas, não amamos mais, estamos ficando loucos, porém quantas vezes essas mesmas pessoas já fizeram isso e passamos por cima em nome da paz e do amor.
Ser uma pessoa é saber que temos dentro de nós muitos sentimentos, muitas vezes até contraditórios para nós mesmos e olhar dentro de nós e ao perguntar e agora que faço ouvir a resposta mesmo que essa resposta seja uma mudança radical de vida ou seja simplesmente dar um passo a mais, deixar a força interior que nasce em nós tomar conta de nosso ser e dar o primeiro passo, a primeira atitude vencida ganhamos mais ânimo e vamos vendo que ser uma pessoa é também ter vontade própria e fazer essa vontade prevalecer porque não é uma teimosia, mas nossos sentimentos e desejos.
Ser uma pessoa por inteiro é muito difícil e complicado, implica em nos conhecermos e descobrirmos em nós coisas de que não gostamos e nem sabíamos que tínhamos te tão escondido que estava dentro de nós, ao abrir o baú de nossos sentimentos coisas surpreendentes nos acontecem, mas isso  já é para um outro tema, o importante é que ao olharmos esse baú nos tornemos pessoas inteiras, se boas ou ruins os outros é que terão que trabalhar com suas opiniões, nós queremos é ser pessoas felizes, que realizam, vencem barreiras, vão à luta e tem principalmente paz interior, amor e respeito por si e pelos outros.