Este é um blog pessoal, onde colocarei textos escritos por mim em momentos de alegria e de angustia e textos que chegam em minhas mãos através de e-mails de amigos e que de alguma forma tocam meu eu interior.

25 de abril de 2013

O MEDO PARALISA

O medo vai tomando conta de nossa vida de uma maneira muito sútil. Um dia uma coisa aqui, outra ali, e quando vemos nossa vida está vazia, olhamos para trás e não vemos mais nada.
A estrada está totalmente deserta porque fomos tirando as pessoas e as coisas do nosso caminho e ficamos paralisados pelo medo do vazio atrás de nós e do que vamos encontrar à frente ao dobrarmos o cotovelo da estrada.
Não vislumbramos nada, só o vazio atrás e a curva à frente, suamos frio, passamos mal, choramos nos desesperamos, mas sabemos que precisamos dar o primeiro passo para ver o que há além, ninguém pode nesse momento nos ajudar, só caminhar conosco, mas as decisões de ir em frente são nossas.
Quando damos o primeiro passo e começamos a contornar a curva, começamos a ver o caminho a percorrer e parece tão longo, tão assustador, muitas vezes não percebemos que já percorremos diversas vezes esse mesmo caminho em situações diferentes e que ele não nos assustava.
Ou então vislumbramos um caminho só nosso se abrindo à nossa frente e ficamos parados olhando à nossa frente sem saber por onde ir, por onde caminhar o que fazer com a liberdade adquirida e ficamos novamente paralisados pelo medo, querendo voltar para o caminho que antes no aterrorizava, e nessa indecisão nessa incerteza, perdemos a oportunidade de uma vida totalmente nova.